Home
Shop
Favoritos0

PROJETO INTEGRADO CST EM – GESTÃO HOSPITALAR

Comparar
Status Disponível por encomenda

PROJETO INTEGRADO CST EM GESTÃO HOSPITALAR

Transforme sua Carreira com Projeto Integrado CST em Gestão Hospitalar: Guia Completo

Meta descrição: “Descubra como o Projeto Integrado no curso de Tecnologia em Gestão Hospitalar pode impulsionar sua carreira. Este guia completo explora estratégias, benefícios e oportunidades nessa área promissora da saúde.”

Palavras-chave principais:

  1. Projeto Integrado CST em Gestão Hospitalar
  2. Tecnologia em Gestão Hospitalar
  3. Benefícios do Projeto Integrado em Saúde
  4. Carreira em Gestão Hospitalar
  5. Estratégias para Projetos Integrados em Saúde

Certifique-se de incorporar essas palavras-chave de forma natural e relevante ao longo do conteúdo, oferecendo informações valiosas para quem busca entender mais sobre projetos integrados na gestão hospitalar.

A proposta de Projeto Integrado é possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse semestre.

ORIENTAÇÕES DO PROJETO INTEGRADO

1. O trabalho será realizado individualmente;
2. Importante: Você deverá postar o trabalho finalizado no AVA, o que deverá ser feito na pasta específica da disciplina Projeto Integrado  obedecendo ao prazo limite de postagem, conforme disposto no AVA. Não existe prorrogação para a postagem da atividade;
3. Deve conter, depois de pronto, capa e folha de rosto padrão da Instituição, sendo organizado no que tange à sua apresentação visual (tipos e  tamanhos de fontes, alinhamento do texto, espaçamentos, adentramento de parágrafos, apresentação correta de citações e referências, entre  outros elementos importantes), conforme modelo disponível no AVA;
4. A produção textual é um trabalho original e, portanto, não poderá haver trabalhos idênticos aos de outros alunos ou com reprodução de  materiais extraídos da internet. Os trabalhos plagiados serão invalidados, sendo os alunos reprovados na atividade. Lembre-se de que a prática do  plágio constitui crime, com pena prevista em lei (Lei n.º 9.610), e deve ser evitada no âmbito acadêmico;
5. Importante: O trabalho deve ser enviado em formato Word. Não serão aceitos, sob nenhuma hipótese, trabalhos enviados em PDF.

A seguir, apresentamos a você alguns dos critérios avaliativos que nortearão a análise do Tutor a Distância para atribuir o conceito à produção  textual:
• Normalização do trabalho, com atendimento ao número de páginas solicitadas;
• Apresentação de estrutura condizente com a proposta apresentada (com introdução, desenvolvimento e conclusão);
• Uso de linguagem acadêmica adequada, com clareza e correção, atendendo à norma padrão;
• Atendimento à proposta, contemplando todos os itens solicitados, com objetividade, criatividade, originalidade e autenticidade;
• Fundamentação teórica do trabalho, com as devidas referências dos autores eventualmente citados.
Lembre-se de que seu Tutor a Distância está à disposição para lhe atender em suas dúvidas e, também, para repassar orientações sempre que você  precisar. Aproveite esta oportunidade para realizar um trabalho com a qualidade acadêmica de nível universitário.

Leitura proposta

Para atingir os objetivos deste projeto integrado, você deverá seguir as instruções voltadas à elaboração do trabalho disponibilizadas ao longo do  semestre, sob a orientação do Tutor a Distância.

PROPOSTA

Considerando que futuramente irá ocupar um cargo de gestão, é fundamental que conheça as instituições de saúde de sua cidade e compreenda os  indicadores epidemiológicos, pois essa experiência proporciona uma série de benefícios essenciais para o desenvolvimento de suas competências e  para sua atuação futura na área. Sendo assim, a seguir estão alguns pontos que destacam a importância desse conhecimento:

1. Aplicação Prática dos Conceitos Teóricos:
– O contato direto com instituições de saúde permite que você aplique os conceitos teóricos aprendidos em sala de aula na prática. Isso contribui  para a consolidação do conhecimento e para a compreensão real dos desafios enfrentados na gestão hospitalar.
2. Compreensão dos Modelos de Gestão:
– Ao conhecer diferentes instituições, você pode observar e compreender os diversos modelos de gestão adotados na prática. Isso proporciona uma  visão mais ampla e aprofundada das estratégias de administração utilizadas no contexto em saúde.
3. Análise de Indicadores de Saúde:
– Conhecer os indicadores de saúde locais permite avaliar o desempenho das instituições e identificar áreas que necessitam de melhorias. Essa  análise é fundamental para uma gestão eficaz e para o alcance de resultados positivos na prestação de serviços de saúde.
4. Tomada de Decisão Informada:
– A familiaridade com as instituições de saúde e os indicadores epidemiológicos permite que o gestor tome decisões mais assertivas. Além disso, é  importante para a implementação de estratégias que impactam diretamente a qualidade do atendimento e a eficiência operacional.
5. Networking e Parcerias:
– Estabelecer contato direto com profissionais e gestores de instituições de saúde locais cria oportunidades valiosas de networking. Essas conexões  podem se transformar em parcerias estratégicas no futuro, facilitando a troca de experiências e o desenvolvimento de iniciativas  conjuntas.
6. Sensibilização para Questões Locais:
– Cada região pode ter desafios específicos relacionados à saúde. Conhecer as instituições locais e os indicadores de saúde faz com que você  conheça as particularidades da comunidade em que atuará, permitindo a adaptação de estratégias e políticas de gestão de acordo com as  necessidades locais.
7. Desenvolvimento de Habilidades Práticas:
– A experiência prática em instituições de saúde contribui para o desenvolvimento de habilidades práticas essenciais, como a capacidade de  observação, análise crítica, trabalho em equipe e resolução de problemas. Essas habilidades são valiosas para o sucesso na gestão em saúde.  Esses  elementos te proporcionará o desenvolvimento de habilidades práticas e te prepara para enfrentar os desafios complexos do setor de saúde.

Dito isso, selecionamos algumas atividades para que você consiga compreender todos estes conteúdos de maneira prática.

ATIVIDADES

Para desenvolver o conteúdo de cada atividade, você pode visitar alguma Instituição de Saúde da sua cidade (Clínicas, Ambulatórios, Hospitais,  Unidades Básica de Saúde, Instituições de Longa Permanência para Pessoas Idosas, entre outros) ou realizar pesquisas em fontes confiáveis  (Datasus, Tabnet, Site da Prefeitura ou Secretaria de Saúde do seu município, entre outros). OBS: Sinta-se à vontade para escolher a maneira com  que irá responder às atividades elencadas a seguir.

ATIVIDADE 1

Quais instituições de saúde estão presentes em seu município?
Qual o município de referência para o atendimento em saúde na região em que você reside?
Quais características torna este município referência em saúde?
Aprofunde sua pesquisa investigando indicadores de saúde específicos para o seu município e selecione pelo menos dois para análise. Considere  examinar dados relacionados à morbidade, abrangendo doenças crônicas como diabetes e hipertensão arterial, assim como doenças infecciosas como dengue, tuberculose e hanseníase. Você também pode explorar taxas de mortalidade, indicadores de saúde materno-infantil e cobertura de  exames ou imunização, entre outros possíveis. Após a escolha dos indicadores, promova uma discussão sobre eles, estabelecendo um contraponto  com os recursos disponíveis em seu município. Reflita sobre esses dados e expresse sua opinião, destacando a relevância dos indicadores  escolhidos para a saúde local.

SUGESTÃO DE REFERÊNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE:

GALLEGUILLOS, Tatiana Gabriela B. Epidemiologia: indicadores de saúde e análise de dados. São Paulo: Editora Saraiva, 2014.

ATIVIDADE 2

Diante da complexidade e dinâmica das necessidades de saúde em nossas comunidades, é fundamental explorar as perspectivas individuais para  identificar lacunas e oportunidades de aprimoramento. Nesse contexto, convidamos você a refletir sobre a sua visão pessoal acerca dos serviços de  saúde em seu município. Em particular, gostaríamos de saber qual serviço de saúde você considera necessário e que, até o presente momento,  ainda não está disponível. Sua contribuição desempenha um papel fundamental na busca por soluções que possam impactar positivamente a qualidade e abrangência dos cuidados de saúde em nossa localidade.
Para auxiliar esta atividade você deve detalhar as etapas que compreendem o Design Thinking, abordagem utilizada para o desenvolvimento de  produtos e serviços.

SUGESTÃO DE REFERÊNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE:
DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo na prática: mitos e verdades do empreendedor de sucesso. 4. ed. São Paulo; Empreende, 2020.

ATIVIDADE 3

Agora, é necessário definir um objetivo específico para direcionar os resultados do seu projeto. Este objetivo pode ser, inclusive, a concepção  desenvolvida na aplicação do Design Thinking anteriormente elaborado. Com o objetivo estabelecido, a tarefa nesta fase é criar uma Estrutura Analítica do Projeto (EAP). Em outras palavras, por meio da EAP, você construirá a estrutura fundamental do seu projeto, considerando que essa  erramenta será utilizada para discutir com os gestores da empresa os possíveis encaminhamentos, como, por exemplo, os recursos disponíveis   para a operacionalização. A EAP consiste na decomposição do trabalho necessário para a realização do projeto em pacotes de tarefas menores,  organizados hierarquicamente de cima para baixo. Essa organização não segue necessariamente a ordem exata, mas a mais apropriada.

SUGESTÃO DE REFERÊNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE:

PAES, E. S. et al. Gestão de projetos. 2. ed. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2020. WYSOCKI, Robert K. Gestão eficaz de  projetos, v.2. Editora Saraiva, 2020.

ATIVIDADE 4

A busca por um sistema de saúde eficiente e adaptado às necessidades específicas de uma comunidade requer uma cuidadosa consideração sobre o  modelo de gestão a ser adotado. Neste contexto, convidamos você a explorar e compartilhar suas ideias sobre o modelo de gestão mais adequado  para o serviço de saúde que você idealizou. Sua perspectiva é importante, pois irá não apenas definir a estrutura organizacional, mas  também influenciar diretamente a eficácia e a qualidade dos cuidados prestados. Ao explicar as razões por trás da sua escolha, você contribuirá significativamente para o desenvolvimento de um serviço de saúde que atenda de maneira eficaz e sustentável às demandas da comunidade.

SUGESTÃO DE REFERÊNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE:

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração – Edição Compacta. São Paulo: Grupo GEN, 2021.

ATIVIDADE 5

Você, estudante, precisa ter uma compreensão mais profunda acerca da responsabilidade civil na área da saúde, a fim de aplicar esse  conhecimento em suas futuras funções de gestão hospitalar. Para tanto:

a. Realize uma pesquisa teórica sobre a legislação brasileira que aborda a  responsabilidade civil na área da saúde, destacando as normas que regulamentam a relação médico-paciente e  hospital-paciente.
b. Selecionar um caso real ou fictício envolvendo uma situação de responsabilidade civil na área da saúde. Analisar os elementos da relação de  consumo presentes no caso, considerando aspectos como informação, vulnerabilidade do paciente, e prestação de serviços.
c. Elabore uma análise crítica do papel dos gestores hospitalares na prevenção de situações que possam resultar em responsabilidade civil.  Considere estratégias de gestão de riscos e políticas internas que visem garantir a segurança do paciente e a adequada prestação de serviços.

SUGESTÃO DE REFERÊNCIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE:

BRASIL. Lei nº. 8.078, de 11 de setembro de 1990. Código de Defesa do Consumidor. Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras  providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8078.htm
BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 11 jan.  2002. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406compilada.htm
BRASIL. RESOLUÇÃO CFM Nº 2.217/2018. Aprova o Código de Ética Médica. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 1, novembro de  2018: Disponível em: https://sistemas.cfm.org.br/normas/visualizar/resolucoes/BR/2018/2217

Back to Top
Product has been added to your cart